Falta de Centrais de ar reduzem atendimento de vacinação em postos de saúde de Monte Alegre, no Pará

A Unidade de Saúde do Planalto, inaugurada há pouco tempo não possui climatização na sala de vacina. A Unidade do bairro Terra Amarela, além de não possuir Central de ar, a vacinação funciona na sala destinada para a esterilização de materiais. Na Unidade Surubeju, o equipamento foi retirado para manutenção e não foi mais devolvido à sala.

68

O atendimento de vacinação em três postos de saúde em Monte Alegre, no oeste do Pará, passou a ficar reduzido devido à falta de centrais de ar nas salas de vacinas. A Unidade de saúde do bairro Planalto, um posto recém- inaugurado, não possui central de ar na sala de vacina, o que não é permitido pelas normas de biossegurança em imunização. Por conta disso, o atendimento em vacinas nesta Unidade só funciona pela manhã.

Caso semelhante ocorre nos postos dos bairros Surubeju e Terra Amarela. Na Unidade de Saúde da Terra Amarela, outro posto recém- inaugurado,além de não possuir Central de ar, a vacinação funciona na sala destinada para a esterilização de materiais.

( Sala de vacinas da Unidade de saúde do bairro Terra Amarela não possui Central de ar e funciona de forma improvisada em uma sala de esterilização. Foto: Reprodução/ arquivo pessoal).

Já no Surubeju, a central de ar apresentou defeito, foi retirada para manutenção e nunca mais retornou.

( Central de ar retirada da sala de vacina da Unidade Surubeju para mantenção  e nunca mais foi devolvida. Ar condicionado atual não funciona. Foto: Reprodução/ Arquivo pessoal).

Em outras Unidades de saúde, os aparelhos não recebem manutenção. Alguns já estão começando a apresentar problemas.

(Central de ar já apresentando defeitos em sala de vacina Unidade do bairro Pajuçara: Uma bacia está sendo improvisada para evitar que água que cai do equipamento comprometa os materiais na bancada. Foto: reprodução/ arquivo pessoal).

 

A central de ar é obrigatória em toda sala de vacina. Pois garante a manutenção da temperatura ideal do ambiente para que as vacinas sejam mantidas conservadas. A ausência dela afeta diretamente na eficácia da vacina.

Já outro problema que afeta as salas de vacina, mas dessa vez de todas as Unidades de saúde de Monte Alegre é a falta de Nobreaks. Atualmente, os vacinadores trabalham com um sistema informatizado, onde são digitadas as informações dos registros das vacinações do dia, para que posteriormente estas sejam enviadas ao Ministério da Saúde. Com as excessivas e irregulares faltas de energia que ocorrem constantemente em Monte Alegre, muitas vezes as informações acabam sendo perdidas, tendo a necessidade da digitação dos dados novamente. Em algumas Unidades, existe o equipamento, porém não funciona. As últimas respostas da Secretaria Municipal de Saúde sobre a falta de nobreak nas salas de vacina, é que os equipamentos estariam incluídos em licitação. Porém, ainda não se tem previsão do fornecimento desses equipamentos às salas de vacinas das Unidades de saúde.

( Sala da vacinas da Unidade do Bairro Planalto, posto de saúde inaugurado recentemente, não possui central de ar e nobreak para o computador).

 

Foi estabelecido contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Monte Alegre para a obter esclarecimentos sobres os problemas mencionados acima, mas até a edição dessa matéria não houve reposta.

(Informações da redação do Portal do Oeste do Pará. Fotos: Arquivo pessoal).

Portal POP/ mais notícias de Monte Alegre

Portal POP/ mais notícias de Santarém e região

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA